Bem-vindo (a) ! Hoje é

728x90 AdSpace

Procurar no site. Empresas, classificados, hotéis, pousadas, pessoas e notícias.

sábado, 2 de março de 2019

Menino de 12 anos constrói reator nuclear no quarto

Menino prodígio

As crianças de hoje em dia realmente não param de nos surpreender. Depois do menino mais forte do mundo e do corredor infantil mais rápido conhecido até como o novo Usain Bolt, chegou a hora de mostrar que elas não se destacam apenas pelos seus físicos, mas também intelectuais. O menino Jackson Oswalt tem apenas 12 anos e construiu um reator de fusão nuclear atômico. E detalhe: tudo dentro de seu próprio quarto de brinquedos. O feito garantiu ao jovem rapazinho o título de mais jovem construtor de um equipamento deste tipo.

Jackson mora nos Estados Unidos, no estado do Tennessee. Na verdade, o garoto finalizou o projeto em janeiro de 2018, mas só agora, aos 14 anos, que sua máquina foi reconhecida como sendo genuinamente um reator de fusão funcional. A confirmação foi realizada pelo Open Source Fusor Research Consortium, um grupo de entusiastas no ramo nuclear.
Segundo o garoto, todas as peças que ele necessitava para construir o equipamento foram compradas pela internet, e ele gastou ao todo 10 mil dólares (cerca de 38 mil reais); além disso, ele também teve de estudar muito para conseguir realizar o feito. Em entrevista ao jornal "The Guardian" ele conta que, às vezes, as peças que ele comprava não eram exatamente as que ele precisava, então teve também de modificar algumas delas para que a máquina funcionasse: "O início do processo foi apenas aprender sobre o que outras pessoas fizeram com seus reatores de fusão. Depois disso, montei uma lista de peças de que precisava. Eu consegui essas partes, principalmente, no eBay e, em seguida, muitas vezes algumas delas não eram exatamente o que eu precisava. Então eu tive que modificá-los para poder fazer o que eu precisava para o meu projeto".

Um projeto complicado
Além da razoável quantia de dinheiro investida em seu projeto, a quantidade de energia necessária para fazer a máquina funcionar também é enorme: foram mais de 50 mil volts para fazê-la funcionar e liberar a energia nuclear.
O pai do garoto, Chris Oswalt, é funcionário de uma indústria de equipamentos médicos, e disse que deu autorização ao filho para que ele realizasse os experimentos, mas que também garantiria que o menino estivesse em total segurança por todo o tempo e sendo orientado por especialistas em assuntos nucleares para ensinar o filho sobre os perigos da radiação.
O garoto também fez uso de uma plataforma online de entusiastas nucleares para fazer perguntas e também publicações sobre os avanços que estava conseguindo em seu experimento. Em tal plataforma chamada de Fusor, o menino posta gráficos e tabelas complicadas para que o mundo possa acompanhar seu projeto, dar e receber dicas sobre a radiação para entusiastas de todo o planeta. Ele também postou um passo a passo de como construiu a máquina.
Um novo recordista
Anteriormente, o recorde de a pessoa mais jovem a construir um equipamento desse pertencia a Taylor Wilson, que havia construído uma máquina semelhante com apenas 14 anos. O que mais falta para essas crianças de hoje em dia fazerem?
Fonte: Revista Galileu
Imagem: Flickr Timitrius/creative commons

Desenhador por

Adailton Santana.

Agencia UAUNET: Temas UAU

  • Comente com seu blog
  • Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Item Reviewed: Menino de 12 anos constrói reator nuclear no quarto Rating: 5 Reviewed By: Adailton Santana