Marketing Guia Comercial UAUÁ Marketing Guia Comercial UAUÁ Marketing 2 Guia Comercial UAUÁ Produtos e Serviços
Portal Casa Nova

Empresas em destaque

Reforço escolar Pequeno Príncipe

ABRE / FECHA Segunda  à  Sexta Manhã  08:00 | 11:00 Tarde das 14:00 às 17:00 INFORMAÇÕES DE CONTATO ...

thumbnail

UAUÁ: Confusão resulta em uma morte e outro gravemente ferido em Uauá


Uma confusão em um bar na Avenida João Borges de Sá, na noite desta sexta-feira (24) resultou no óbito de uma pessoa e o outro envolvido também ferido em estado grave.

De acordo com informações, no final da noite desta sexta-feira (24) - um homem identificado por Deuzimar Alves conhecido por "Dimar" de Caldeirão da Serra foi alvejado por 03 (três) disparos de arma de fogo, deflagrados por um homem conhecido por "Vavá".

Segundo testemunhas, a confusão começou ainda num bar e após Vavá disparar contra a vítima, colegas tentaram defendê-lo. Vavá teria tentado dispara contra as outras pessoas, mas não havia munições intactas.  As pessoas que se encontravam no bar agrediram o autor.  A arma foi apreendida pela Polícia Militar (PM).

Ambos foram socorridos para o Hospital Municipal Doutor Jair Braga. Deuzimar deu entrada naquela unidade hospitalar, vítima de perfurações à bala - não resistindo aos ferimentos indo a óbito. Vavá deu entrada com perfuração de material cortante e várias escoriações pelo corpo, posteriormente foi encaminhado para o Hospital de Traumas, em Juazeiro-BA, onde permanece em estado grave.  

Não há informações da motivação da briga inicialmente iniciada entre os envolvidos nem a motivação do crime. O corpo de Deuzimar foi por volta das 10h da manhã de  hoje para o IML de Juazeiro-BA.

Fonte: Uaua.com.br

thumbnail

Vice-prefeito de Uauá, João Alves recebe aprovação com Moção de Aplausos pela Câmara de Vereadores

Vice-prefeito de Uauá, João Alves recebe Moção de Aplausos pela Câmara de Vereadores.

O vice-prefeito e ex-secretário de obras de Uauá, João Alves (PSL), recebeu, na manhã desta quarta-feira 22, uma MOÇÃO de APLAUSOS, proposta apresentada pelo vereador Carlinhos De Moisés (PCdoB), durante a Sessão da Câmara Municipal. Como argumentos de acordo com Moção, é pelos os serviços relevantes que venho prestando ao município de Uauá.

A proposta foi aprovada por unanimidade pelo edis que se faziam presente na Sessão. Ver. Nilson Andrade;  Jerônimo de Oseas; Rodrigo De Zé Mario,  Deusdete Ferreira Gugu; Ver. Genilson de Zé Gordo.
Ver. João de Davi; Ver. Rosevaldo Loiola Loiola; Lula Lima e do autor da proposta, Carlinhos de Moisés.

 "Quero de forma especial agradecer ao Ver. Carlinhos de Moisés, por me conceder tamanha honraria ao reconhecer juntos a todos os Edis daquele Parlamento Municipal, os serviços que venho prestando dias pós dia ao povo de UAUÁ". Disse o vice-prefeito.

thumbnail

NATURA ANUNCIA COMPRA DA AVON


A fabricante de cosméticos Natura anunciou nesta quarta-feira (22) a aquisição da Avon, em uma operação de troca de ações. Segundo a companhia, a operação cria o quarto maior grupo exclusivo de beleza do mundo. 

A partir da transação, será criada uma nova holding brasileira, Natura Holding. Os atuais acionistas da Natura ficarão com 76% da nova companhia, enquanto os atuais detentores da Avon terão os demais cerca de 24%.No negócio, o valor da Avon é estimado em US$ 3,7 bilhões, e o da nova companhia combinada em US$ 11 bilhões.


thumbnail

LBV promove ação emergencial em apoio a famílias em situação de vulnerabilidade

LBV promove ação emergencial em apoio a famílias em situação de vulnerabilidade
Iniciativa vai entregar cestas de alimentos e cobertores em várias regiões do país

A Legião da Boa Vontade (LBV) vem intensificando o seu trabalho socioeducacional durante os meses de maio a agostoem todo o país, com a realização de ações emergenciais em prol de famílias em situação de pobreza que sofrem principalmente nesse período do ano, com as estiagens, as cheias e as baixas temperaturas.

A ação faz parte da campanha Diga Sim!, promovida pela LBV, e visa mobilizar a sociedade a fazer doações. Mediante os recursos arrecadados, a Instituição fará a entrega de cobertores e de cestas de alimentos em dezenas de municípios brasileiros.

A meta é entregar 12.500 cestas de alimentos, contendo itens básicos e que estejam de acordo com os costumes regionais, para famílias nos seguintes Estados: Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins; e 17.500 cobertores no Distrito Federal e em cidades de Goiás, do Mato Grosso do Sul, de Minas Gerais, do Paraná, do Rio Grande do Sul, do Rio de Janeiro, de Santa Catarina e de São Paulo.


Quando a LBV chamar, atenda com o coração: DIGA SIM! As doações para a campanha podem ser feitas no sitewww.lbv.org/digasim
thumbnail

Uauá está entre as 10 cidades 10 cidades com maior número de animais no país


Bahia possui maior rebanho de ovinos e caprinos do país — Foto: Tiago Melo/G1 AM

O bom desempenho baiano no cultivo de frutas deixa o estado no segundo lugar do ranking dos grandes produtores do país, mas, além de se destacar nessa atividade, a Bahia tem o maior número de rebanho de caprinos (bodes, cabras e cabritos) e ovinos (ovelhas, carneiros e borregos), com mais de cinco milhões de animais.


Os dados são do Censo Agropecuário de 2017, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nesta terça-feira (21), a TV Bahia exibiu a segunda reportagem do projeto "Avança", que trata sobre o desenvolvimento econômico do estado, e mostra segmentos que são destaque, setores com alta produtividade, exemplos de negócios e utilização de tecnologia.
De acordo com os dados do Censo, das 10 cidades brasileiras que aparecem na lista com maior número do rebanho, seis são baianas, duas pernambucanas e uma piauiense. Dos seis municípios da Bahia, todos ficam no norte do estado. São eles: Casa Nova, Curaçá, Juazeiro, Uauá, Campo Formoso e Remanso.

Conforme aponta o IBGE, o Brasil possui um rebanho com 8.254,561 caprinos e 13.770,906 ovinos. Desse total, 2.383,603 caprinos e 2.860,432 ovinos estão na Bahia, totalizando 5.244,035 animais.
Avança — Foto: Arte/ G1

De acordo com diretor de desenvolvimento de agricultura da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) da Bahia, Francisco Assis, a região já é conhecida nacionalmente pela criação desse tipo de rebanho. Além disso, ações para desenvolvimento do rebanho, como melhoramento genético, são realizados na região.
"O produtor tem apoio técnico. Existe o projeto Cabra Forte, que leva um trabalho de melhoramento genético dos animais. O pessoal lá aderiu ao programa que se destaca muito na região e vai acontecendo aquela multiplicação, o vizinho que vê e percebe que o do produtor do lado deu certo, então faz também, e daí vai passando [a informação sobre a técnica]", disse Assis.
O Cabra Forte dispõe de centros de melhoramento genético que produz crias e matrizes de caprinos e ovinos melhoradas a serem destinadas às associações para distribuição aos pequenos produtores. O programa adquiriu animais das raças dorper, boer e kalahy, originários da África do Sul e que são utilizados como matrizes para multiplicação.
Confira tabela com dados do rebanho no Brasil, Bahia e das 10 cidades com maior número de animais no país :
Rebanho de caprinos e ovinos
Local
Caprinos
Ovinos
Brasil
8.254.561
13.770.906
Bahia
2.383.603
2.860.432
Casa Nova (BA)
269.845
175.976
Curaçá (BA)
198.566
136.280
Juazeiro (BA)
163.823
143.487
Petrolina (PE)
118.725
70.795
Uauá (BA)
113.487
78.564
Floresta (PE)
101.549
29.378
Sertânia (PE)
86.736
41.602
Campo Formoso (BA)
82.078
76.814
Santo Inocêncio (PI)
81.572
52.697
Remanso (BA)
81.422
142.682

thumbnail

TCU recomenda que recursos do antigo Fundef não sejam usados para pagamento de professores

TCU recomenda que recursos do antigo Fundef não sejam usados para pagamento de professores


O valor estimado em R$ 90 bi poderia complementar recursos destinados a Estados e municípios. Presidente de subcomissão da Câmara defende que recursos sejam usados para pagar salários atrasados de professores
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Audiência pública da Subcomissão Permanente de Financiamento da Educação Básica, Valorização do Magistério e Reforma da Previdência. Dep. Professora Rosa Neide (PT-MT)
Deputada Professora Rosa Neide: recursos poderiam ser usados para pagar salários atrasados de professores
Em audiência pública nesta terça-feira (21) da Subcomissão sobre o Financiamento da Educação; a representante do Tribunal de Contas da União (TCU), Vanessa de Lima, disse que o tribunal decidiu vetar o uso de recursos dos precatórios do antigo Fundef para o pagamento de salários e passivos trabalhistas de professores, por acreditar que esse dinheiro é extraordinário e não pode ser destinado a despesas permanentes.

Os precatórios do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação são originários de diferenças de repasses que a União deveria ter feito entre 1998 e 2006, quando o fundo foi substituído pelo atual Fundeb. O valor é estimado em R$ 90 bilhões e vem sendo pago conforme decisões judiciais. O fundo serve para que a União destine recursos complementares para a educação básica aos estados e municípios.

Ocorre que, pela lei, 60% dos recursos do fundo devem ser destinados para o pagamento de professores. Para o TCU, porém, esses recursos antigos não são permanentes e deveriam servir apenas para investimentos em salas de aula e equipamentos, por exemplo. Já o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, que é uma autarquia do governo, defende que os prefeitos devem ter autonomia de gestão; mas não vê problema no uso dos recursos para pagamento da folha de salários corrente. Ou seja, não concorda apenas com o uso para passivos trabalhistas e indenizações, por exemplo. 

Heleno de Araújo Filho, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, diz que os professores já foram prejudicados por repasses menores na época do Fundef e, depois, quando foi utilizado um valor rebaixado para calcular os valores do novo Fundeb.

A deputada Professora Rosa Neide (PT-MG), presidente da Subcomissão, colegiado que faz parte da Comissão de Educação da Câmara; concorda com essa posição, especialmente porque há estados devendo salários atrasados e décimo terceiro.

"Então, que os estados e municípios também pudessem usar esses recursos para colocar em dia dívidas reais que têm com seus profissionais. Nem é pagando aquilo que de fato retiraram deles lá atrás, mas as dívidas que estão aí”, destacou. 

O deputado Gastão Vieira (PROS-MA) disse que foi um dos primeiros a denunciar o ganho que alguns escritórios de advocacia estavam tendo em cima dos precatórios do Fundef; e foi enfático ao defender que a educação brasileira precisa de mais gestão e qualidade. Segundo ele, os entes federativos estão falidos e não existem recursos.

Mas Heleno de Araújo Filho, da CNTE, lembrou que o Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado pelo Congresso, indica alguns caminhos. O PNE estabeleceu 20 metas, em 2014, que devem ser implementadas até 2024. 

“Com que dinheiro? Pode ser dos 5 brasileiros que têm a mesma fortuna da metade da população. Porque vive de renda. Com que dinheiro? Se tirar os R$ 4 mil de auxílio moradia para os juízes, paga um professor e ainda sobra dinheiro. Com que dinheiro? Os bancos lucraram 68% em 2018. Na crise", afirmou.

O Supremo Tribunal Federal marcou para o dia 12 de junho o julgamento de algumas ações relativas à destinação dos recursos dos precatórios do antigo Fundef. A deputada Professora Rosa Neide disse que vai agendar uma reunião no tribunal para falar sobre o assunto.
Reportagem – Sílvia Mugnatto
Edição – Geórgia Moraes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias

Siga por email

Entretenimento

Anunciar| Contrato| Preços| Privacidade| Contato Site Seguro garantido pelo Goolge
UAUÁ.COM.BR - O SEU GUIA © 2004 - 2019 | (74) 9 9980 - 3010